Coisas simples, de importância e interesse muito, muito relativos mas boas para "descomprimir".

Coisas de interesse muito relativo, que vou escrevendo,



terça-feira, 30 de maio de 2017

Dia quatro

Poemas da minha vida
Últimos anos

Dia quatro

Sem nada mais que dizer
Sem nada mais que lembrar
Olho o teu retrato sem chorar
E vou continuando a viver.


4 de Novembro 2016 

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Coisas simples – 22

Ginja

Receita de ginja um frasco com litro e meio

- Décimo primeiro passo:

Despeje o conteúdo da panela num recipiente com um pano branco a tapar.

Tenha calma e concentração porque o pano a certa altura, já não coa nada, portanto, lave o pano e repita a operação até completa a trasfega.



(AMA, coisas simples, 23.03.2017)

domingo, 28 de maio de 2017

Dia quatro



Poemas da minha vida
Últimos anos

Dia quatro

Das voltas
E reviravoltas
Que dou à volta de mim,
Encontro sempre no fim
O Amor da minha vida.


4 de Outubro 2016

sábado, 27 de maio de 2017

Coisas simples – 21

Ginja

Receita de ginja um frasco com litro e meio

- Décimo passo:

Se ainda estiver vivo, abra o recipiente e despeje tudo sobre numa panela e leve ao lume até levantar fervura.

Deixe arrefecer.



(AMA, coisas simples, 23.03.2017)

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Oito de Dezembro

Poemas da minha vida
Últimos anos



Oito de Dezembro


Grande festa, minha querida,       
Tu, aí, no Céu,
Eu, aqui, nesta vida,
Nesta ilusão perdida.

Grande festa Fernandinha!

Há cinquenta anos que começou
E que ainda não acabou!

Grande festa Fernandinha!

Mas o que eu sinto,
Muito… muito mais,
O que eu sinto
É que não acabará jamais!!!

08.12.2015,

(no Quinquagésimo aniversário do nosso Casamento)

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Coisas simples – 20

Ginja

Receita de ginja um frasco com litro e meio

- Nono passo:


Deixe em repouso pelo menos uns dez anos,

Parece tempo demais?

Talvez seja, mas se for menos não me responsabilizo pelo resultado.



(AMA, coisas simples, 23.03.2017)

terça-feira, 23 de maio de 2017

Coisas simples – 19

Ginja

Receita de ginja um frasco com litro e meio

- Oitavo passo:

Coloque o frasco num local recatado e fresco.

Lugar recatado é importante não vá alguém reparar e começar a fazer perguntas ou, ainda pior, querer provar…



(AMA, coisas simples, 23.03.2017)

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Coisas simples – 18

Ginja

Receita de ginja um frasco com litro e meio

- Sétimo passo:


Agite muito bem o frasco.

Não esquecer de fechar primeiro... por causa das coisas...



(AMA, coisas simples, 23.03.2017)

sábado, 20 de maio de 2017

Coisas simples – 17

Ginja

Receita de ginja um frasco com litro e meio.

- Sexto passo:


Ponha no frasco uns 100 grms de assucar mascavado.

Com isto tudo o frasco tem de ficar cheio.

Se não ficar esqueça.



(AMA, coisas simples, 23.03.2017)

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Coração



Poemas da minha vida
Últimos anos

Coração


Sinto o coração pequenino
Mas o que é mais estranho
É que apesar do tamanho
Está fora do peito
A bater muito ladino
A ritmo descompassado
Uma coisa assim sem jeito.

Coração esfrangalhado
Em mil pedaços desfeito
E apesar de habituado
A este coração tão estranho
Fico agora assustado
Por ter tão ridículo tamanho.



2015.11.27

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Coisas simples – 16

Ginja

Receita de ginja um frasco com litro e meio.

- Quinto passo:

Vá à sua garrafeira - qualquer local em sua casa com mais de três garrafas de bebida espirituosa pode, com boa vontade, chamar-se garrafeira - e escolha o que lá tiver de mais antigo: porto, água ardente, bagaceira, anis, licor, etc.

Despeje tudo no frasco.



(AMA, coisas simples, 23.03.2017)

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Venho assim



Poemas da minha vida
Últimos anos

Venho assim


Como outra pessoa qualquer
Pronto
Para o que der e vier

É natural
Sou como sou
Nada especial.

Aguardo com a previdência
Das pessoas de idade
E a impaciência
De quem não têm vontade
De aguardar.

Venho uma e outra vez
E pode ser
Que talvez
Não tenha de esperar
O que vai acontecer.


2015.11.08

terça-feira, 16 de maio de 2017

Coisas simples – 15

 Ginja

Receita de ginja um frasco com litro e meio.

- Quarto passo:

Ponha no frasco um pauzinho de canela.

Se não tem em casa… compre porque parece-me que não há para alugar.



(AMA, coisas simples, 23.03.2017)

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Merecer

Poemas da minha vida
Últimos anos



Merecer


Sou feliz
E esta afirmação
É a conclusão
Do exame que fiz.

Sim, sou feliz é verdade
E esta felicidade
É verdadeira, total
Absolutamente real.

Como não mereço,
Só Te peço
Que me ajudes a merecer
Enquanto viver.


2015.08.19

sábado, 13 de maio de 2017

Já lá vai um ano!



Poemas da minha vida
Últimos anos

Já lá vai um ano!


Passou um ano
E eu não sei como vivi!

Pensando em ti
Todos os minutos deste ano.

Sim, minha querida,
Vivi!

Aqui estou
Fechando este ano
Que passou.

2015.08.04


(Primeiro aniversário do falecimento da Fernandinha)

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Coisas simples – 13

Ginja

Receita de ginja um frasco com litro e meio.

- Segundo passo:

Lave os frutos que devem estar maduros e com a casca dura.

Aviso: se a ginja não estiver como digo, esqueça.



(AMA, coisas simples, 23.03.2017)

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Porquê?



Poemas da minha vida
Últimos anos

Porquê?


Faz um ano de tantas coisas
que não me cabem dentro do peito!

Onde estás?
Onde estás?

Não no leito.
Não na sala
Não em lado nenhum
Onde te possa ver!

Há!
Porquê?
Porquê?

Não sei nem adivinho
Só sei
Que estou sozinho!


2015.08.04

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Coisas simples – 12

Ginja -

Receita de ginja um frasco com litro e meio.


- Primeiro passo:

Ter pelo menos uns 300 grms de ginja.

Aviso: se não tem ginja não faça nada!



(AMA, coisas simples, 23.03.2017)

terça-feira, 9 de maio de 2017

Diz-me tu!

Poemas da minha vida
Últimos anos

Diz-me tu!


Desculpa-me querida
Que deixe estalar a dor
Rebentar as lágrimas
Curvar-me até ao chão!

Porto-me tão mal!

Afinal…
Tenho de viver,
Digo em ar de bravata,
Só que não sei
Como fazer.

Diz-me tu,
Sim diz-me tu
Que és mais sensata.


2015.07.28

domingo, 7 de maio de 2017

Dilema?



Poemas da minha vida
Últimos anos

Dilema?


Faço ou não faço
Vou ou não vou!

E fico assim
Dentro de mim
Sem tentar sequer
Sair.

Um dilema?
Um problema?
Tudo ao contrário?

Não!

Não é um teorema
Nem corolário
É antes um tema
Que não domino
Nem controlo por mais que tente.

Quero seguir em frente
E parece que vou de lado
A lado nenhum!

2015.07.28

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Tempo de vésperas



Poemas da minha vida
Últimos anos

Tempo de vésperas


Tempo de vésperas
Ásperas e indiscretas
Porque todos as conhecem
E julgam!

Tempo de vésperas
Que já passaram
Mas vivem todavia
Na minha alma em sangue
Como calculam!

Tempo de vésperas
Que demoram tanto
Que recusam a realidade
Do velho pranto.

E, a verdade
É que vivo este tempo
Com novo alento
E esperança renovada
Que tudo fique assim
Em... nada!


2015.07.25

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Sim… vivo!

Poemas da minha vida
Últimos anos

Sim… vivo!

Aqui estou atento
E expectante
Que este alento
De seguir adiante
Se mantenha vivo.

Sim... vivo
Que é o que Deus quer
E vivi tão bem este dia!

Estou tão feliz!

Penso sempre em ti
Meu amor.

Deus quis
Levar-te e que eu ficasse
Com uma saudade e dor
Que se não te amasse
Tanto como sempre amei
Não sei... Não sei!


Julho 2015

segunda-feira, 1 de maio de 2017

Quatro de Junho, 2015!



Poemas da minha vida
Últimos anos

Quatro de Junho, 2015!


Yes, they keep telling me
All this will pass away

And I never ask how they
Know.

I rekon their answer will be:

Time! Time is great medicine!
You’l see!

What time? How much of it!

To this they have no idea.

But me…
I’ve a feelling

This time will be
Is just the rest of my living.


2015.06.04