Coisas simples, de importância e interesse muito, muito relativos mas boas para "descomprimir".

Coisas de interesse muito relativo, que vou escrevendo,



sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Coisas Simples

COMO É QUE EU SEI?


Quem lhe fez a pergunta não lhe interessa esta resposta.

Porque é que não diz:

Não sei!

E pronto!



AMA, 2017

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

I say:

I say:

Today it was
A good day
If I may
Call it what
I've done today.

What I must do,
Whatever the way
Should do any way:
Get alive and do what I´ve to do
Any way.

Do and that´s the secret
Do it any way.

Do not stay
Paralyzed wondering what to do
But just do it any way.

I say:
Do it any way!

08.12.2016

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Coisas simples

Continuação

Parece ser moda despedir-se de alguém dizendo: “Continuação”!

Isto o que é que quer dizer?

Continuação de um bom dia?
Mas… como é que sabe que, até aquele momento, o dia do outro foi bom?

Vê-se que é necessário acrescentar alguma coisa, quando não, pode ser um tremendo disparate ou, até, ofensivo!

Se, por exemplo, estou com uma dor de cabeça, quem se despede de mim dessa forma, está a desejar-me que continue a doer-me?



AMA, 2017

terça-feira, 17 de outubro de 2017

O que me resta

O que me resta


Estás e não estás,
quero dizer…
não ficas.

Vens, ris para mim
e, eu penso que, por fim,
resolveste ficar.

Mas não, apressas-te a abalar
Lá para o etéreo sem fim.

E, pobre de mim, só me resta ficar.


2016.11.30

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Coisas Simples

Os meus sentimentos!



Muitos dizem assim a alguém que sofreu uma perda – morte – de pessoa que lhe era próxima.

Mas… sentimentos de quê?

Porque não diz, simplesmente, como deve ser:

Os meus pêsames!

Fica claro… não?



AMA, 2017

domingo, 15 de outubro de 2017

Pobre de mim!

Pobre de mim!


Como se não tivesse
Mais nada que fazer
E porque anoitece,
Ponho-me a escrever.

É uma sina,
Podem dizer,
De quem não atina
Com o seu lugar no mundo
E por isso me baralho
E me confundo
Escrever como trabalho.

Enfim…
Pobre de mim…
Que nada valho!


04.02.2017

sábado, 14 de outubro de 2017

Coisas simples

Tudo bem consigo?



Mas, quem pergunta, quer de facto saber?

Está disposto – se as coisas não correm bem ao outro – a ouvir uma ladainha de lamentações?

Então não diga isso, faça como sempre se fez:

Muito gosto em vê-lo!

Fica muito melhor e é assertivo, porque só lhe dá duas hipóteses:

Ser bem-educado ou ser um bruto:

A – Muito obrigado!
B – Não tenho nenhum gosto em encontrá-lo!



AMA, 2017

Leonard Cohen

Leonard Cohen


De chapéu na mão,
Pelo respeito devido,
Cumprimentas o Senhor
Que te deu tão bela voz.

Eu cá não sei não
Se fará algum sentido
Sentir alguma dor
Por já não estares entre nós.

Imagino que os anjos, talvez
Queiram ouvir-te cantar
E a voz que Deus te deu
Se ouvirá mais uma vez.

Quem não deixará de ouvir serei eu
Como sempre fiz desde rapaz
Essa voz que Deus te deu
Pelo imenso bem que me faz.

Porto, 2016.11.12 [1]




[1] (na morte de Leonard Cohen)

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

O meu umbigo

O meu umbigo


Chove lá fora com violência
E, eu, detenho-me a pensar:

Porque chove tanto assim?
Será que me vou afogar?

Como sempre, penso em mim
Mesmo para dizer uma tontice
E… os outros… e tantos são
Que não têm nem abrigo
Nem migalha de pão?

Que tolice, que tolice!

Sempre a olhar para o meu umbigo!


03.02.2017

Outubro - Novembro

Outubro - Novembro


Trinta e um de Outubro
E faz calor como em Agosto!

Se acaba um ciclo de tempo
E, eu, não sei se gosto.

Se o calor continua
Porque não prossegue Outubro
E temos de entrar em Novembro
Que, se bem me lembro,
É tempo das "almas santas"
Em que andavam grupos rua
A cantar pelos que já lá estão.

O meu Pai sabia de cor
Toda a ladainha.

Seja como for
Na concepção que é minha
Penso em Outubro com saudade
E espero Novembro
Com a ansiedade
De quem não quer que o tempo passe
E se detenha num impasse.



Carvide, 2016.10.31

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Coisas Simples

Donde fala?



Muitos usam esta estranha forma de iniciar uma conversa pelo telefone!

Se, por exemplo, quem atender o telefone para onde ligou, lhe responder serenamente:

Daqui!

Como é que fica!

Portanto, a menos que reconheça a voz de quem atendeu o telefone, diga:

Daqui fala fulano, quero falar com…



AMA, 2017

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Sobreviver

Sobreviver


Escrevo?

Claro que escrevo
Pois que posso eu fazer?

O tanto que devo
Por viver
Sem merecer!

Escrevo
Não o que devia escrever
Sobretudo breve e conciso
Mas, seja como for,
O escrevo o que preciso
Para sobreviver.


Carvide, 2016.10.30

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Coisas Simples

Está mais magro



Falta aqui qualquer coisa; ora veja:

Mesmo que ponha um ponto de interrogação – deixa, portanto, de ser uma afirmação para ser uma pergunta – ainda falta qualquer coisa, como disse acima.
O quê?
Tem de ser mais claro e acrescentar, por exemplo, ‘Desde que o vi a última vez’.


AMA, 2017

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Canto

Canto


Vem-me um súbito desejo
de cantar!

Porquê?
Cantar o quê?

Ah! algo completamente novo
Que nunca tenha cantado
Que seja a primeira vez.

Mas não sei, não sou capaz.

Só sei cantar de cor.

Só sei cantar o amor!



Carvide, 2016.10.28

domingo, 8 de outubro de 2017

Coisas Simples

Burro como um calhau



Bom… para começar um Burro é um animal e um calhau é matéria inerte, sem vida.

Logo… não são comparáveis!

Claro que a pessoa o que quer afirmar é que alguém é pouco dotado de inteligência e a comparação continua a ser impossível exactamente porque o burro, sendo um animal – insisto – não é dotado de inteligência, mas de instinto, que são atributos completamente diferentes.


AMA, 2017

sábado, 7 de outubro de 2017

Do alto de mim

Do alto de mim 


Do alto de mim
Olho para baixo
E vejo um lago
Enormíssimo, azul, profundo
E vejo-lhe o fundo
Que a água é transparente.

Do alto de mim
Tudo é aparente
Pouco real
Mas, não obstante
Interessante.

Fico-me neste letargo
De fim tarde
Contemplando o meu lago
Sonhando pescarias
E outras fantasias
Que me satisfazem.

Do alto de mim
Fico na margem
E não me aventuro
Ir mais além.


Fico, assim,
Olhando para o umbigo
Porque não tenho ninguém
Que queira ir comigo.



Carvide, 2016.10.28

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Coisas Simples

Pensar antes de falar


"Um dia, a minha mãe e eu conversávamos sobre a vida e a morte e eu disse-lhe:

- Mãe, se um dia eu estiver num estado vegetativo, em que a minha vida dependa unicamente de aparelhos, desligue-os, por favor! Com essas máquinas que me mantêm artificialmente com vida... EU PREFIRO MORRER!!!

Então vi a minha mãe a levantar-se, olhando-me cheia de admiração. E, puxando decididamente os fios, ela desligou:
 - a tv,
- o dvd,
- o cabo de Internet,
- o computador,
- o MP3/4,
- a playstation,
- o wifi,
- o fixo ...

E ainda me arrancou das mãos:
- o telemóvel,
- o tablet
- o Ipod!

. . . QUASE IA MORRENDO, BOLAS !!!"


quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Lugar no Céu

Lugar no Céu


Preciso de um lugar no céu
Onde fique eternamente
Livre deste meu eu
Que me condiciona o viver.

Tem de ser... tem de ser
Nem que me custe a vida
Que é o que tenho para oferecer.

E o preço a pagar
Será bem pouco afinal
Só terei que amar
E evitar todo o mal.


2016.10.26

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Coisas Simples

Fresco como uma alface



Não é suficiente! Tem de acrescentar mais qualquer coisa, por exemplo:

Uma alface em óptimo estado, acabada de colher!

Mas não deverá usar esta frase a respeito de uma pessoa e, já sabe porquê… está a comparar a pessoa a um vegetal… e isso pode ter um outro significado muito diferente.



AMA, 2017

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Merecimento

Merecimento


Sem apelo nem agravo
Guardo cioso 
As minhas vontades
Sempre com aquele travo
Ansioso
E as veleidades
Do orgulhoso.

Há! Quem me dera ser
Mais simples e conformado 
Que tanto tenho esquecido
Que o que tenho é muito
Muito
Exagerado
E imerecido.

2016.09.28


domingo, 1 de outubro de 2017

Existência

Existência


E não desisto 
De pensar
Que não existo.

Não me posso aturar
A mim mesmo
Tão farto estou!

Não consigo pensar
Directo ou a esmo
O que realmente sou.

Uma ideia vaga
Ou um conceito triste
Vivo esta saga
Que não existe.



Cascais, 20.09.2016

sábado, 30 de setembro de 2017

Coisas simples

Nadadores salvadores! 30 Set

92


CARVIDEX:

Então… tem aqui um negócio de todo o tamanho, ò Abílio!


Nadador Salvador:

Não senhores… Isto a dividir por todos dá uns cobres e mais nadinha.
Mas… cá nos vamos safando…


CARVIDEX:

Claro! Penso que de contrário este emprego não vos interessava.


Nadador Salvador:

Ah! Nisso o Senhor tem toda a razão. Isto de salvar pessoas não dá nem pró petróleo.
E… também são só dois meses e meio ou pouco mais, o resto… acabou-se, nikles.


(AMA, 2017)

Nota de CARVIDEX:
Acabada a época balnear tivemos de abandonar esta interessante digressão. Talvez para o ano possamos remoçar.

Passar bem e obrigadinho pela atenção!!!

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Coisas simples

Nadadores salvadores! 

91


CARVIDEX:

E… além das cadeiras e dos toldos também têm mais alguma coisa para ajudar à receita?


Nadador Salvador:

À receita? Mas qual receita? Aqui é proibido cozinhar… ou não sabia?


CARVIDEX:

Homem… não é isso… se têm mais alguma coisa para ajudar ao que recebem…


Nadador Salvador:

Ah! Isso!
Sim… a gente tem ali na barraca uma máquina de fazer café e também temos uma caixa daquelas trémicas… ou lá como é que se chama, onde temos sempre umas bejecas e umas limonadas fresquinhas.
Lá se vai vendendo alguma coisa…


(cont)


(AMA, 2017)