Coisas simples, de importância e interesse muito, muito relativos mas boas para "descomprimir".

Coisas de interesse muito relativo, que vou escrevendo,



domingo, 22 de abril de 2018

Olhar


Olhar


Ai os olhos da minha amada!

E, agora, que estou sem nada
Quem olha para mim?

Tu, meu amor, lá do espaço sem fim
Nessa indescritível beleza,
Eu sei, tenho a certeza,
Que me vês por inteiro como nunca viste.

Sou o mesmo António o teu amor
Que te ama sempre mesmo quando partiste.

19.07.2017